VISUALIZAÇÕES DE PÁGINA

Correio Do Autor

assuncaopontopaulinhoarrobagmailpontocom

terça-feira

[TRATADO DAS REPRESENTAÇÕES]

[o velho disse: “assim que a representação deixa a coisa representada, como se figura levitante, corpo que sai do corpo,


chegam os ventos da reviravolta, os ventos do redemoinho,


e o que era representado, espelho passivo, espelho sem vida, logo se estilhaça, são as constelações rebeldes, galáxias sem fim ou começo,


e a escritura,


ave poedeira, faz eclodir os ovos das desavenças do sentido, ai então da retórica, ai do beletrismo, ai do burocrático olhar


que não enxerga, ai do olho quando em sua pobreza analógica, posto que o poema, motim incessante, navio em chamas, vem sempre anunciar


a inconveniência, o desconforto: o que é se esconde, o que é escondido se mostra.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário